CASAMENTOS Ribeirão Preto - SP

Patricia e Robinson

{NO DIA QUE EU SAIR DE CASA}


É uma vida feita de finais quase felizes, até que um dia você conhece o Sr. Felizes Para Sempre! Neste momento, você precisa torcer para que todos os astros conspirem a seu favor e você seja, coincidentemente, a Sra. Felizes Para Sempre da vida dele!

Se isso acontecer, ele pedirá a sua mão <3 e você dirá SIM sem titubear! Só que não é apenas dizer sim, pois você, que assim como eu assitiu a todos os clássicos de Walt Disney, sabe que antes de viver feliz pra sempre, é preciso ter uma feliz festa de casamento!Ok! Então, seguindo o roteiro, você começa a organizar todos os detalhes (infinitos, eu diria!) e passa MESES fazendo mil escolhas e decidindo tudo! Até que de repente (e não mais do que de repente!) você se dá conta que existe um pequeno detalhe que também faz parte deste processo: você precisa sair da sua casa! (um minuto de silêncio…)

Sim, meu bem! A Pequena Sereia deixou a cauda e um oceano para viver com o Príncipe Encantado, a Bela deixou o pai doente, a Branca de Neve deixou para trás uma galera de 7 amigos, e VOCÊ ACHOU que viveria feliz para sempre sem abrir mão de nada?!

“…mas, deixar a minha casa?!” Pois é. O problema é que nos Contos de Fada ninguém te prepara para este momento! Até mesmo nos filmes de Hollywood, esta transição parece ser muito simples. #sóquenão
Você que já passou por isso sabe,  não é um apego material. É que deixar a sua casa significa deixar a sua cama, deixar de pedir para o seu pai comprar o seu iogurte preferido, deixar de contar para a sua mãe as fofocas diárias, deixar de dividir uma besteira cotidiana qualquer com o seu irmão, ou até mesmo de brigar com ele na sua TPM! Significa deixar de conversar com a sua cachorrinha naqueles momentos que só ela te entende. Significa também deixar todos os seus bichos de pelúcia, porque na nova casa não terá espaço pra eles (e você já está bem grandinha, né.)!

Significa mudar a direção dos seus caminhos, em todos os sentidos! Não significa, porém, que essas coisas deixarão de existir. O pai, a mãe, o irmão, a cachorrinha e até mesmo o iogurte e os bichos de pelúcia continuarão , fazendo parte da sua vida. Apenas não farão mais parte da sua rotina, pois agora chegou o momento de sair da sua casa para ir morar na SUA casa! Não é louco?!

Mas não pense em desistir! Sobreviventes deste período garantem que esta é uma fase passageira, apenas um ciclo que se encerra para dar lugar a outro ainda melhor. “Somente quem já passou por isso, sabe a dor e a delícia que é.” – foi o que eu ouvi dizer. No mais, eu só espero que até que chegue a parte delícia, o Sr. Felizes Para Sempre seja também o Sr. Paciente – e que ele não esqueça de comprar o meu iogurte no mercado! 


Fotos: Thiago Escoura

             Thiago Losz